2 Pódios no Campeonato Nacional

ASFIC

A equipa de Ciclismo de Rio Maior, ASFIC – Grupo Parapedra/Dinazoo/Riomagic, disputou este fim de semana, 22 e 23 de junho, na cidade de Reguengos de Monsaraz, o Campeonato Nacional de Masters( Contra relógio e fundo ).

Os 2 atletas da ASFIC que iriam correr no sábado, partiram para Monsaraz na sexta-feira a tarde, mas inicialmente a viagem correu logo mal, pois a carrinha da ASFIC teve uma avaria mecânica, a qual não foi possível repara em tempo útil. Os atletas viram-se obrigados a iniciar a viagem no veículo de um atleta, mas apenas chegaram a Santarém, pois o esse veiculo também sofreu uma avaria não reparável em tempo útil. Os atletas viriam a seguir viagem a boleia, com outra equipa.

O Contra relógio teve inicio no sábado, e todas as categorias enfrentaram um percurso de 21,4 quilómetros, com partida em Monsaraz e chegada em Reguengos de Monsaraz. Rui Rodrigues conseguiu classificar-se em terceiro lugar, com o tempo 00:27:54.750 e assim subir ao pódio.

O Campeonato Nacional master, na prova de fundo é disputado por categorias de 5 anos, e estavam inscritos cerca de 252 atleta em todas as categorias.

Para esta prova, a ASFIC participou com os seus atletas: Rui Rodrigues, João Portela, Humberto Pereira, Luis Vicente, Anibal Santo, Edgar Oliveira, Hugo Feijão, João Letras, Claudio Paulinho, Jorge Letras e Fábio Leaça.

A partida da prova deu-se em conjunto para os Elites e Masters 30 e master 40. As categorias Elites e master 30 tinham de percorrer a distância de cerca de 145 km e os Masters 40 cerca de 110km, acabando ambas dentro de Reguengos de

Monsaraz, sendo que a dos Masters 40 acabava na terceira passagem do pelotão nesta vila alentejana.

Para esta corrida, a equipa da ASFIC propunha-se a atingir dois objetivos: a revalidação do titulo de campeão nacional nos Masters 40 do atleta Rui Rodrigues, discussão da camisola de campeão nacional elites e master 30, por parte do João Letras e João Portela.

A prova teve início às 11h00, com a temperatura acima dos 30 graus, tendo o pelotão rodado inicialmente compacto e com vários ataques, mas sempre controlados pelo pelotão.

A equipa tentou estar sempre atenta a situação de corrida, ocorrendo logo no inicio uma fuga, que não causava grande problema no pelotão e á equipa. Na ultima volta para a meta da categoria master 40, um erro grave da equipa, com uma fuga consentida, deitou tudo a perder, não tendo a equipa posteriormente a arriscado a anular a fuga, para não fragilizar e desgastar o João Letras e o João Portela. Esta fuga viria a chegar, pois no pelotão não se encontrava mais nenhuma equipa com interesse em anular a fuga. Rui Rodrigues viria a cortar a meta em primeiro no pelotão, e a sagrar-se vice campeão nacional.

Falhado o primeiro objetivo, a equipa estava concentrada nos dois João, Letras e Portela, porém, quando faltavam cerca de 10 km para a meta, com João Letras em boas condições físicas, o azar viria a bater a porta novamente da ASFIC, uma avaria pouco normal numa bicicleta, muito menos numa prova desta envergadura, levou o João Letras a abandonar a prova. Por incrível que pareça, o guiador da sua bicicleta desapertou e soltou-se.

Sensivelmente a 5 km da meta, o pequeno grupo da frente já só era composto por cerca de 25 atletas, onde dois atletas conseguiram atacar e saltar do grupo, não conseguindo o João Portela responder, cortando a meta em 4 lugar da sua categoria.

Hoje, uma vez mais, a Cidade de Rio Maior, a Freguesia da Ribeira de S. João e os patrocinadores da ASFIC, subiram ao pódio, na prova de maior destaque a nível nacional.

O Ciclismo de Rio Maior, a ASFIC e todos os patrocinadores, embora não alcançando os resultados pretendidos estão mais uma vez de parabéns.

A Asfic felicita todos os Campeões Nacionais em título

Imprimir Email

ASFIC RIBEIRA DE SÃO JOÃO
Equipa de Ciclismo
Grupo Parapedra / Dinazoo / Riomagic

Siga-nos